As principais obras públicas do Estado de São Paulo construídas nos últimos dois séculos são detalhadas em livro


“Dois séculos de projetos no Estado de São Paulo: grandes obras e urbanização”, do arquiteto Nestor Goulart Reis, traça um panorama do processo de transformação das cidades paulistas. Lançamento acontece no dia 13, na Pinacoteca do Estado, a partir das 11 horas.

 

 

Contar a história da urbanização e do urbanismo no Estado de São Paulo por meio das grandes obras públicas é a proposta do arquiteto Nestor Goulart Reis em “Dois séculos de projetos no Estado de São Paulo: grandes obras e urbanização”. Escrito com a colaboração de Mônica Silveira Brito e co-editado com a Edusp, o livro focaliza fundamentalmente a história da instalação da infraestrutura, dos equipamentos e serviços que criaram e fortaleceram as condições gerais de desenvolvimento da economia paulista.

 

“A minuciosa pesquisa de Nestor Goulart Reis mostra a evolução das obras públicas no Estado de São Paulo, trazendo elementos essenciais para que os agentes políticos, sociais e econômicos de hoje discutam alternativas para o desenvolvimento da urbanização por meio de políticas urbanas adequadas ao interesse público. Com mais este lançamento, a Imprensa Oficial continua cumprindo sua missão de divulgar conhecimentos indispensáveis para a consolidação da democracia e da cidadania”, afirma Hubert Alquéres, diretor-presidente da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo. O livro será lançado no dia 13 de março, às 11 horas, na Pinacoteca do Estado (Praça da Luz, 2). Na ocasião, o autor proferirá palestra no auditório da Pinacoteca.

 

No Brasil, a construção civil absorve cerca de 50% da capacidade de investimento, o que faz do setor uma peça chave no processo de desenvolvimento do país. O livro fornece uma visão panorâmica do processo de transformação das cidades paulistas, do começo do século XIX até hoje. Apresentado em três volumes e ilustrado com centenas de fotografias, desenhos e gravuras, apresenta também marcos do desenvolvimento paulista. O primeiro volume focaliza obras construídas entre o começo do século XIX e o fim do Império (1889). Os destaques são as primeiras ferrovias, os primeiros sistemas de iluminação pública e os primeiros equipamentos de saúde e educação construídos pelo poder público.

 

O segundo tomo abarca o período da Primeira República (1889-1930), quando a modernização urbana se acelerou com obras de saneamento, sistemas de transporte urbano, as primeiras rodovias e usinas hidrelétricas, sistemas de abastecimento de água, canalização de rios, novos equipamentos de saúde pública, espaços dedicados às atividades culturais e ao lazer. O terceiro apresenta a industrialização e a formação metropolitana – que tomaram impulso a partir de 1930 –, período marcado pela introdução da tecnologia do concreto armado, que permitiu a realização de obras públicas de enormes dimensões, como centrais elétricas e rodovias, e grandes obras de infraestrutura urbana, como pontes e viadutos, além de centros de pesquisa e ensino universitário, complexos hospitalares, redes de trens de subúrbio e o Metrô de São Paulo.

 

Uma detalhada cronologia no fim de cada volume complementa a obra.

 

O autor

Nestor Goulart Reis é arquiteto e professor titular da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP). É pesquisador em História e Teoria da Urbanização, do Urbanismo e da Arquitetura, com mais de vinte livros publicados sobre estes temas.

 

 

Mais informações para a imprensa com Fábio Bahr e Ivani Cardoso (Lu Fernandes Comunicação e Imprensa) pelo telefone (11) 3814-4600

Voltar

Comentar

Enviar para amigos





Enviar para amigos

Imprimir

Assine nossa Newsletter

   Cadastrar meu e-mail   Descadastrar meu e-mail

Av. Pedroso de Moraes, 631/conj.111 | São Paulo | Brasil | CEP 05419-000 | 55 11 3814-4600 | escritorio@lufernandes.com.br